SINTO MUITO, SENHORA! NUNCA MAIS || Porque o atendimento não pode ser tratado de forma isolada

Menino com câncer recebe surpresa do Carrefour

As redes sociais revolucionaram o relacionamento de marca e consumidor. Afinal, as plataformas permitem que usuários consigam se comunicar com as empresas sem qualquer intermediário.

Dar a atenção correta ao SAC 2.0 se tornou o básico e inovar a partir dele, fundamental. Sem dúvidas já temos alguns exemplos cases a se seguir. Esta semana, o Carrefour deu mais um deles.

A consumidora Elisandra Sacurae procurou um produto em uma das lojas da rede, mas sem sucesso. O jeito foi apelar para as redes sociais da marca.

Após enviar um tweet perguntando onde ela conseguiria encontrar um gorro do Monstros S.A. para seu sobrinho que estava fazendo quimioterapia, o perfil do Carrefour pediu seu telefone.

De acordo com ela, um funcionário ligou pedindo seu endereço “apenas para cadastro”.

carrefour_twitter

Dias depois Elisandra recebeu um kit da linha em sua casa. Ela relatou o acontecimento no Facebook. O post já conta com mais de 5 mil compartilhamentos:

carrefour_fb

Não é de hoje que falamos sobre a importância das marcas investirem no SAC 2.0. Em uma reportagem sobre tendências no Social Media para 2016, por exemplo, Marcos Giovanella, um dos criadores da “Prefs” de Curitiba, apontou o setor como um diferencial:

“Marcas que trabalham bem o seu serviço de atendimento via canais digitais conseguem melhores relacionamentos com seus seguidores. As pessoas perdoam quando as empresa admitem que cometeram erros, então dar ouvidos para os fãs ainda é um grande desafio”.

Fonte: Exame.com

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: